FOR THE RENAISSANCE IN US
/ Arte & Cultura @pt-pt / Tudo começou com um “amém” “Karma Song”, a música do Gabbani para Eurovision

Tudo começou com um “amém” “Karma Song”, a música do Gabbani para Eurovision

Por Massimo Gava

Normalmente, depois de um “amém”, alguma coisa chega ao fim. Seja uma frase ou um evento litúrgico. Mas para o Francesco Gabbani, aquele cantor esquecido da música italiana, foi um começo para uma carreira musical internacional.

Quando em 2016 a canção dele foi retirada, erradamente, do Festival de San Remo, alguns “teóricos” não demoraram em apelar a uma conspiração da televisão estadual, a Rai.

Na verdade, foi simplesmente um erro informático. A música “Amém” ganhou na categoria de novos talentos. A letra também foi destacada: “Tudo é resolvido com um ‘amém’“. Mas o ritmo eletrónico fez o público gostar dela. Era uma dessas músicas que unificam um país que está muito fragmentado.

O cantor, porem, gravou um novo disco e fez shows por todo o país. Ele até teve tempo de compor a trilha sonora do filme “Poveri ma Ricchi” (“Pobres mas ricos“).

A carreira de Francesco Gabbani começou com a banda Tricobalto, mas em 2010 ele decidiu continuar só. Após o sucesso em 2016, ele voltou ao Festival de San Remo, dessa vez na categoria principal, e conseguiu ganhar a competição e, assim, o direito de representar à Itália em Eurovision 2017. Até o  The Sun afirma que é o favorito desse ano.

Gabbani afirmou em várias entrevistas que ele tinha resolvido abandonar a música, mas deu uma chance ao Festival. E ali, ele se apresentou na frente duma plateia formada por jornalistas e personalidades da televisão e exclamou: “Eu vim aqui para fazer vocês dançar“.

Junto com ele cantando, havia um dançarino que imitava um gorila e fazia uma coreografia divertida. Desde esse momento, YouTube encheu-se com vídeos de todo tipo de pessoas, desde advogados até freiras, imitando a dança. A mensagem de Francesco foi além das fronteiras, e “Occidentali’s Karma” já conta com mais de cem reproduções.

A canção foi um sucesso graças à frescura, à mensagem que transmite e ao seu ritmo. Ela foi pensada para empolgar a todo o mundo. A ideia do símio vem do zoólogo e artista inglês Desmond John Morris, que disse que o homem é o único símio nu (pois ele não tem cabelo para cobrir o corpo).

A coreografia que Gabbani criou tornou-se numa forma de satirizar o estilo de vida ocidental.

É curioso como essa música teve esse grande sucesso sem contar com as palavras “amore” ou “cuore” na letra. San Remo foi o inicio para astros internacionais tais como Andrea Bocelli, Laura Pausini, Eros Ramazzotti ou Il Volo. Todos eles interpretam melodias típicas italianas. Mas pelo contrário, a beleza das letras do Gabbani está na transmissão de outra parte da cultura.

Occidentali’s Karma“, ou “Western’s Karma” (tradução do título para o Festival de Eurovirion), fala sobre modas, sobre o subjetivo ponto de vista da sociedade ocidental sobre si mesma… Infelizmente, uma parte da mensagem foi retirada, pois a música deve ser mais curta para encaixar nos três minutos exigidos. Não é, porem, uma canção pop a mais, mas uma mensagem profunda e transcendental.

Ainda não sabemos se ele vai ganhar, mas é claro que pode se converter num sucesso do verão das praias da Europa. Não é difícil imaginar um grupo de amigos se divertindo na areia, bebendo e dançando o “Naked Ape“.

Podemos afirmar que o Francesco Gabbani é um compositor inteligente que achou um jeito de transmitir uma mensagem além das gerações e das fronteiras. Uma mensagem universal, uma necessidade de voltar para um estilo de vida mais orgânico.

Somente podemos desejar muita sorte ao Francesco em Kiev, no 13 de maio! OMMMM!

0 POST COMMENT
Rate this article

Send Us A Message Here

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *